Links to Site
Subscribe to ECONOMIA by Email
Google
    Economia
Powered by Blogger
Eu sou Economista
Finance Blogs - Blog Top Sites Site adicionado ao Esquillo-Directorio
Webtuga TopSites
free web counter

Tuesday, June 19, 2007

I like it OTA, OTA!!!!!! I like it... OTA...

Mário Lino parece seguir impávido e sereno o seu crash course em direcção ao aeroporto da OTA entre contradições, gaffes e declarações despropositadas a seguir ao almoço, como é habitual em muitos políticos.

Vejamos os últimos acontecimentos. Depois de Rui Moreira ter denunciado um possível conluio para a escolha dos patrocinadores da opção Alcochete, o ministério que Mário Lino lidera veio desmentir em comunicado oficial essa hipótese, para no dia seguinte dizer que estava disposto a analisar a proposta da Portela mais um, que pelos vistos será financiada pelos tais "possíveis" excluídos (Associação Comercial do Porto) do estudo de alternativas à OTA, "possivelmente" negociado entre o governo e a CIP.

Como o crash course de Mário Lino em direcção à OTA é um caminho mais estreito que muitos julgam, hoje surge com a impressionante declaração que a opção Portela mais um é na sua opinião uma opção inviável em termos operacionais e financeiros. No entanto reafirma a sua intenção de a analisar e avaliar esta possibilidade. Ou seja, Mário Lino diz que está disposto a perder o tempo e dinheiro dos contribuintes numa opção que ele não considera como viável e interessante. Qual será objectivo de tal análise se já decidiu noutro sentido? De qualquer forma não atribuo muita importância a estas incoerências e contradições continuadas pois considero que devem ter sido resultado de um almoço qualquer e sei que com o tempo a memória começa a falhar a todos e especialmente a alguns a seguir ao almoço.

Assim deixo aqui um pedido ao Sr. Mário Lino. Avalie todas as hipóteses razoáveis que têm sido apresentadas, mas faça-o antes de almoço como fez quando optou por construir a OTA. Ou seja, antes de se referir à OTA como o seu projecto pessoal, para depois dizer que este já era um projecto do anterior governo PSD e entretanto referir que era a opção viável tendo em conta o deserto que existe na margem sul Tejo. Antes dessa fase Sr. Ministro, se me entende, é que já nem eu me consigo recordar de tudo o que disse, tal é a velocidade com que profere declarações contraditórias.