Links to Site
Subscribe to ECONOMIA by Email
Google
    Economia
Powered by Blogger
Eu sou Economista
Finance Blogs - Blog Top Sites Site adicionado ao Esquillo-Directorio
Webtuga TopSites
free web counter

Monday, June 18, 2007

A Riqueza e a Pobreza das Nações

Porque são algumas nações tão ricas e outras tão pobres é a questão que David Landes pretende responder no seu livro "A riqueza e a pobreza das nações". Obviamente esta tarefa titânica apenas é abordada em parte, pois a vastidão do assunto e diversidade das opiniões não podiam ser discutidas na sua totalidade em apenas um livro.

Apesar destas limitações Landes não se deixa impressionar e, numa autentica revisão da história económica moderna mundial, tenta apresentar os vários casos de sucesso e fracasso económico que ocorreram ao longo destes últimos cerca de 700 anos com um especial ênfase para os últimos 300 a 500 anos. A abordagem escolhida para realizar este esforço gigantesco é uma introdução com algumas ideias específicas e um cruzar de casos que se podem dividir em três grupos, nações, impérios e continentes ou sub-continentes. Apesar de parecer um pouco confusa esta abordagem, a principal intenção é a de afirmar as suas ideias, geralmente baseadas num pragamatismo neo-clássico institucionalista, em relação ao desenvolvimento e crescimento económico, as suas bases e causas. O autor pretende ainda demonstrar como esses fenómenos ao longo do tempo provocaram choques entre civilizações e como essa interligação não só produziu resultados como foi fundamental para determinar a hierarquia das nações que hoje vigora. Em suma, só podemos compreender o verdadeiro objecto da obra de Landes depois de a lermos na totalidade e digerirmos a quantidade impressionante de informação que esta contém. Acreditem que não é fácil terminar as cerca de 700 páginas da edição portuguesa e ao mesmo tempo seguir as inúmeras e detalhadas referências que cada capitulo contém e que são fundamentais para a compreensão da visão de David Landes.

Esta visão muita especifica de Landes caracteriza-se, como já tinha referido, por um pragmatismo neo-clássico institucionalista, que vai buscar ao baú do politicamente incorrecto algumas ideias polémicas como a geografia económica da primeira metade do século 20 e o eurocentrismo. Estas ideias custaram a carreira a muitos investigadores no passado devido ao revisionismo anti-imperialista que varreu as ciências sociais a dada altura. David Landes não foge das suas convicções mas também não se refugia no determinismo que estas ideias em tempos se basearam. Ele tenta enquadra-las na sua tese e tenta mostrar ao longo do livro como estas ideias muitas vezes ligadas a uma certa superioridade civilizacional foram fundamentais para o desenrolar da história e para o seu impacto na economia. Uma boa forma de resumir as suas ideias e o seu descomprometimento com as diversas correntes da história é a sua retórica em relação ao eurocentrismo. Porque não deverá ser a história do sucesso económico eurocêntrica se a Europa foi a região que mais progrediu e influenciou o mundo nos últimos 500 anos? A base para este critério está nas suas ideias neo-clássicas e institucionalistas. Os mercados são fundamentais mas só num estado de direito e de alguma forma liberal. A politica, instituições e cultura acabam por se sobrepor no fundamental à economia mesmo que por vezes pareça o contrário. Aliás Landes aplica esta tese para explicar não só o sucesso de nações como Portugal e Inglaterra em dados momentos da História, quando o contexto geopolítico não era muito favorável. Ambas enfrentavam vizinhos mais poderosos militarmente, financeiramente e em certa medida tecnologicamente, mas Landes demonstra como o enquadramento institucional foi fundamental para triunfarem nesta situação de aparente desvantagem económica.

De forma a demonstrar as suas ideias, Landes apresenta alguns exemplos das implicações dos diferentes enquadramentos institucionais. Inglaterra é apresentada como uma nação cuja maior vantagem era a existência de um estado liberal em termos legais e económicos que permitiu à iniciativa privada liderar e desenvolver as suas actividades com racionalidade económica, em comparação com França, um país mais rico, em termos de manufactura mais avançado e com maiores recursos financeiros e agrícolas. A expressão destas diferenças vem como sempre nesta obra sob a forma de exemplos concretos, como o desenvolvimento da rede rodoviária nestes dois países. França, dominada por um poder público importante e por elites com raízes na aristocracia, construiu magnificas estradas que ligavam cidades distantes. O problema dessas estradas era não serem racionais, estavam sempre distantes das povoações e os seus custos de manutenção e segurança eram astronómicos, o que impedia uma rápida disseminação pelo território francês. Inglaterra não tinha recursos para tais obras públicas, assim tiveram que ser os empreendedores privados a promover as vias de transporte. Isto foi possível através de um sistema de exploração da propriedade privada de forma a sustentar a distribuição de produtos e baseada num sistema anárquico de caminhos e portagens. Muitas vezes estas estradas eram de péssima qualidade e tão estreitas que apenas os transportes práticos e fisicamente preparados, em oposição às luxuosas carruagens da elite francesa, conseguiam enfrentar. Além disso não existia interesse em desenvolver vias muito distantes, o próximo entreposto comercial era o suficiente, um empreendimento deveria ser o mais racional em termos de custos e principalmente chegar a algum lado. Isto permitiu desenvolver o sistema de estalagens inglesas ao longo das estradas que serviam os inúmeros viajantes que as frequentavam. Business generates business and so on.

Em relação a Portugal, e mais especificamente ao seu período áureo dos Descobrimentos, Landes demonstra como o pragmatismo económico e o enquadramento institucional público/privado foram fundamentais. Ao contrário de muitas ideias de heroísmo que existem acerca dos nossos navegadores, Landes destaca a preparação cuidadosa de todas as viagens e a partilha do risco entre o sector público e privado das actividades a desenvolver. Landes afirma que uma das razões do sucesso português foi o seu imperialismo militar moderno e global precoce. Tudo dependia da informação adquirida, negociações e empreendimentos escolhidos, e em caso de possíveis problemas disparar primeiro e fazer perguntas depois. Disparar é claro os poderosos canhões e de preferência a partir de barcos, a distância e alcance das armas e a superioridade naval eram fundamentais para a intimidação. Landes dá dois exemplos para esta lógica, em primeiro lugar a negociação do Tratado das Tordesilhas, onde existe clara evidência de um conhecimento geográfico muito superior por parte dos portugueses, um pouco à maneira dos serviços de informação modernos. Em segundo lugar, as instruções recebidas por Vasco da Gama na sua calculada viagem até à Índia. Obter informações comerciais e contratos lucrativos se possível em terra e se abordados avisar primeiro e depois disparar. Não interessava saber as intenções dos outros quando isso podia ser muito arriscado, interessava isso sim defender os nossos interesses.

Por último, neste já longa apresentação, deixo aqui para terminar duas páginas com reviews mais e/ou menos "simpáticos" acerca do livro de David Landes e a página habitual do Amazon para "A Riqueza e a Pobreza das nações":

The Wealth and Poverty of Nations: Why Some Are So Rich and Some So Poor no Amazon;

Review da página académica de Bradley Delong com vários comentários
;

Criticas no site Rise of the West.

Comments on "A Riqueza e a Pobreza das Nações"

 

Blogger 日月神教-向左使 said ... (3:19 AM) : 

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,性感影片,正妹,聊天室,
情色論壇

 

Anonymous Anonymous said ... (10:39 AM) : 

Thanks to my father who told me concerning this weblog, this webpage is actually remarkable.
Feel free to surf my web page chelsea transfer news today

 

Anonymous Anonymous said ... (3:38 AM) : 

Good blog you have got here.. It's difficult to find good quality writing like yours these days. I honestly appreciate people like you! Take care!!
My blog post :: latest transfer rumors man utd

 

Anonymous Anonymous said ... (11:12 PM) : 

Hello there, I found your website by means of Google even as looking for a comparable topic, your site came up, it
seems great. I have bookmarked it in my google bookmarks.

Hello there, just changed into aware of your blog thru Google,
and located that it's really informative. I am gonna watch out for brussels. I will appreciate if you happen to continue this in future. Numerous other people will be benefited out of your writing. Cheers!
my web site :: colonias

 

Anonymous Anonymous said ... (11:25 PM) : 

Right here is the perfect site for anybody who hopes to find out about this topic.
You understand a whole lot its almost tough to argue
with you (not that I actually will need to…HaHa).
You certainly put a brand new spin on a topic that has been discussed for years.
Great stuff, just great!
Feel free to surf my webpage :: pizza games and kissing

 

Anonymous Anonymous said ... (12:15 AM) : 

Hey there! I know this is kinda off topic however I'd figured I'd ask.
Would you be interested in trading links or maybe
guest authoring a blog post or vice-versa? My blog covers a lot of the same subjects as
yours and I feel we could greatly benefit from each other.
If you are interested feel free to shoot me an e-mail. I look forward to hearing from
you! Wonderful blog by the way!
Feel free to visit my blog post : pizza games girls free

 

Anonymous Anonymous said ... (1:05 AM) : 

I love it when folks come together and share views.
Great blog, continue the good work!
Also visit my web blog ... pizza games kids online

 

Anonymous Anonymous said ... (3:01 AM) : 

When I initially commented I clicked the "Notify me when new comments are added" checkbox and now each time a comment is
added I get several e-mails with the same comment. Is there any way you can remove people from that service?
Thanks!
my web site: pizza games new

 

Anonymous Anonymous said ... (8:54 PM) : 

I аlways uѕed to studу ρaragгaрh in news ρapers but now as I аm a uѕer of intеrnet thus from
noω I am using nеt for posts, thanks to web.


my blog post glasgowsbest.ning.com

 

post a comment